Organização do Trabalho Pedagógico Escolar
Órgãos Colegiados da Escola
Registro de Classe On-line Serviços Públicos de Apoio Escolar Fale Conosco

Quantidade de Páginas visitadas


"Nenhuma grande descoberta foi feita jamais sem um palpite ousado." 
Isaac Newton 



- Apresentação 
O Curso Técnico de Formação para os Funcionários da Educação (Profuncionário) é um curso de educação a distância, em nível médio, voltado para os trabalhadores que exercem funções administrativas nas escolas das redes públicas estaduais e municipais de educação básica.
O Profuncionário forma os profissionais nas seguintes habilitações: gestão escolar, alimentação escolar, multimeios didáticos e meio ambiente e manutenção da infraestrutura escolar. 

A partir de 2008, o Profuncionário passou a contar com a participação dos Institutos Federais, que são responsáveis pelas seguintes ações:
a) formar tutores e professores orientadores que atuarão na formação técnica, em nível médio, dos funcionários da educação pública. A capacitação dos tutores e professores orientadores justifica-se pelo fato de que eles desempenham um papel central no Profuncionário. Realizam, além da formação, o acompanhamento, a orientação da prática profissional supervisionada, bem como o apoio aos cursistas em suas práticas coletivas e individuais ao longo do curso. Para tanto, os tutores e professores orientadores receberão auxílio dos professores formadores de tutores (PFT) que serão designados pelo CEFETs. Esse apoio deverá ser realizado por meio de encontros presenciais (seminários) e a distância, via correio eletrônico, telefone ou plataforma virtual de ensino, quando houver;
b) assessorar os sistemas de ensino nas atividades de divulgação e implantação do Curso Técnico de Formação para os Funcionários da Educação (Profuncionário).


Curso Técnico de Formação para os Funcionários da Educação 

Carga horária: 
Cada uma das habilitações do Profuncionário é composta por 16 módulos: seis da Formação Pedagógica e dez da Formação Específica.
Um módulo equivale a 60 horas. Assim, tem-se 360 horas no eixo da Formação Pedagógica e 600 horas no eixo da Formação Específica, perfazendo um total de 960 horas. Essas 960 horas dos módulos somam-se a 300 horas no eixo da Prática Profissional Supervisionada (relacionadas com os estudos dos módulos), totalizando 1.260 horas de curso.
Legislação
Portaria Normativa nº 25/2007: institui o Profuncionário
Portaria Normativa nº 539/2007: institui o Conselho Político do Profuncionário
Parecer CEB/CNE nº 16/2005
Portaria Normativa nº 13, de 25 de setembro de 2008
Portaria nº 1.199 de 25 de setembro de 2008

Curso Técnico de Formação para os Funcionários da Educação Formação Pedagógica

Orientações Gerais

Funcionários de Escolas
Educadores e Educando
Homem, pensamento e cultura
Relações Interpessoais
Educação, sociedade e trabalho
Gestão da Educação Escolar
Informática Básica
Produção textual na educação
Direito Administrativo

Modulos espécificos 

Técnico em gestão escolar
Trabalho Escolar e Teorias Administrativas
Gestão democratica nos sistemas e na escola
Legislação escolar
Técnicas de redação e arquivo
Contabilidade na Escola
Administração de materiais
Estatística aplicada à Educação

Técnico em multimeios didáticos
Teorias da comunicação
Biblioteca escolar
Laboratório
Oficinas culturais
Informática aplicada a educação
Informatica aplicada à arte

Técnico em alimentação escolar
Alimentação e nutrição no Brasil
Alimentação saudável
Políticas de alimentação escolar
Produção e industrialização de alimentos
Organizacao e oper de cozinhas escolares
Planejamento e preparo de alimentos
Cardápios saudáveis

Técnico em infra-estrutura escolar
Teorias do Espaço Escolar
Meio ambiente, sociedade e educação
Higiene e segurança nas escolas
Equipamento hidráulico
Equipamentos elétricos
Equipamentos e materiais didáticos
Tecnicas de construção 


07/04/2011 – ALUNOS DO COLÉGIO TEM PALESTRA SOBRE AÇÚCAR E CÁRIES
No dia 31/03/2011 os alunos do Colégio Estadual Eron Domingues, tiveram uma palestra com a profissional da área odontológica Drª Alana, que orientou os alunos sobre açúcar e cáries.
Fez demonstração através de slides os cuidados que devemos ter com a nossa higiene bucal, como começa a cárie nos dentes e qual o método mais simples para prevenir, ressaltou que devemos fazer a escovação pelo menos três vezes por dia e fazer uso do fio dental.
“ Consumir pouco doce pois ele é o maior vilão, pois o açúcar se acumula ao redor dos dentes provocando assim a cárie e quando aparecer no dente aquela manchinha branca o estrago já está feito, pois é o início da cárie e somente um tratamento dentário para resolver a situação”.
Ainda proferiu que ao chuparem bala ou chiclete ou mastigar chocolate o doce que os mesmo possuem levam em torno de trinta minutos para sair da boca e ao redor dos dentes se não fizer uma boa escovação. Falou ainda sobre a pizza ou cachorro quente que já não são saudáveis e se ingerido com o cachup, é mais prejudicial ainda. Na sua fala disse “ Não estou proibindo ninguém de consumir doces estou apenas alertando para procurarem produtos Diat ou Ligth, e se possível chocolate amargo ou meio amargo que são menos prejudiciais, finaliza Alana”.
Conclui a mesma que sempre utilizassem creme dental com flúor para proteção dos mesmos.
Este trabalho proposto pela funcionária Marlene Gross, aluna do curso do ProFuncionário em Alimentação (como conteúdo do curso)  e através dela o convite a Profissional da Saúde DrªAlana para efetuar a palestra. 

Clique AQUI para ver as fotos do evento











































Secretaria de Estado da Educação do Paraná
Av. Água Verde, 2140 - Água Verde - CEP 80240-900 Curitiba-PR - Fone: (41) 3340-1500
Desenvolvido pela Celepar - Acesso Restrito