Organização do Trabalho Pedagógico Escolar
Órgãos Colegiados da Escola
Registro de Classe On-line Serviços Públicos de Apoio Escolar Fale Conosco

Quantidade de Páginas visitadas



Se queres prever o futuro, estuda o passado. 
Confucio




 


►ENTREGA DE DECLARAÇÃO AOS ALUNOS QUE PARTICIPARAM DO PROJETO DA PROFª NEIVA M. 
 ►VISITA A CASA GAZA (Instituto Cultural Casa Gaza)

 ►SIMPÓSIO DE HISTÓRIA DA UNIOESTE - APRESENTAÇÃO DO PROJETO MEMÓRIAS DE VIVÊNCIAS FESTIVAS, JUNTAMENTE COM OS ALUNOS DO PROJETO VIVA ESCOLA

►PROJETO VIVA ESCOLA - PROFª NEIVA MACCARI
►JUSTIFICATIVA
►CONTEÚDOS
►CONTEÚDOS ESPECÍFICOS
►OBJETIVOS
►METODOLOGIA 
►RECURSOS
►INTRAESTRUTURA  
►RESULTADOS ESPERADOS

►CRITÉRIOS DE PARTICIPAÇAO
►FOTOS DO TRABALHO EM DESENVOLVIMENTO  
►BONECAS APRESENTADAS NA EXPO RONDON 2010

►ENTREGA DE DECLARAÇÃO AOS ALUNOS QUE PARTICIPARAM DO PROJETO DA PROFª NEIVA M. 
Uma das  atividades desenvolvidas pelos alunos do Programa Viva Escola - Projeto Memórias Festivas de Marechal Cândido Rondon 1940/70 durante o ano letivo de 2010 no Colégio Estadual Eron Domingues coordenados pela profª Neiva Maccari, foi entrega das Declarações para os alunos pela organização e exposição de trabalhos no Instituto Cultural Casa Gaza de Julho a Novembro -  Os trabalhos integraram a exposição intitulada " Uma Vida de muitas Histórias: Exposição e Visitação".
Clique sobre a foto e veja as demais fotos do Evento.

 

Voltar

Os alunos juntamente com a Profª do Projeto Neiva Maccari, do Programa Viva Escola 2010 - Projeto Memória de Vivências Festivas de MCR 1940/70, foram conhecer a Casa Gaza bem como verificar em loco as atividades feitas em virtude das comemorações dos 50 anos de Marechal Cândido Rondon - que ficaram exposto no Instituto, até a presente data. Os alunos foram pesquisar possíveis fontes históricas para a produção do conhecimento sobre o município de Marechal Cândido Rondon, dentre elas: a Arquitetura, Lareira Louças da época, Roupas, Móveis, Quadros, Organização do espaço físico do ambiente,  decoração ou mesmo objetos de decoração, que a partir destas fontes serão escolhidas pelos alunos para desenvolvimento de um novo trabalho.
Os alunos foram recebidos pelos responsáveis da Casa Gaza onde receberam orientações necessárias para o entendimento do conjunto do funcionamento da Instituto Casa Gaza, depois da explanação os alunos estão aptos a escolher um tema para o seu trabalho futuro, ex: detalhes da piscina (conforme foto abaixo) pode ser visto como uma fonte histórica, pois o seu formato, cerâmica, a planta baixa da mesma. 
A partir do material usado na construção da piscina, a abertura das janelas, luminárias, servem como ponto de referência ou de apoio para se conhecer aspectos da história não somente da casa, mas o contexto histórico em que esta construção está inserida.
   
 
 
 
 

 


SIMPÓSIO DE HISTÓRIA DA UNIOESTE - APRESENTAÇÃO DO PROJETO MEMÓRIAS DE VIVÊNCIAS FESTIVAS, JUNTAMENTE COM OS ALUNOS DO PROJETO VIVA ESCOLA

Memórias de Vivências Festivas de Marechal Cândido Rondon 1940 - 1970
Juntamente com a Professora Neiva Maccari, os alunos Luan Albanezi, Lucas Becker e Luciano Krause, apresentaram comunicação intitulada “Memória de Vivências Festivas de Marechal Cândido Rondon de 1940 -1970 “ No segundo Simpósio Nacional em História, Trabalho, Cultura, e poder. “ O ofício do Historiador”, realizado entre os dias 31 de agosto à 03 de setembro de 2010. Evento promovido pelo Colegiado do Curso de História e Programa de Pós Graduação em História da UNIOESTE, campus de Marechal Cândido Rondon – PR. O Projeto apresentado integra o Programa Viva Escola implantado pela SEED e está sendo desenvolvido no Colégio Estadual Eron Domingues.

 Voltar



PROJETO VIVA ESCOLA - PROFª NEIVA MACCARI
MEMÓRIAS DE VIVENCIAS FESTIVAS EM MARECHAL CÂNDIDO RONDON NOS ANOS DE 1940/1970.

JUSTIFICATIVA:


»A atividade tem como base teórica as DCE - Diretrizes Curriculares Estaduais de História e a proposição da mesma é desenvolver uma pesquisa sobre as memórias das vivências festivas na fase de colonização do município de Marechal Cândido Rondon (1940/70). Ao analisar algumas pesquisas anteriormente realizadas, percebeu-se que os migrantes neste período não tinham uma preocupação exclusiva com o trabalho e a conquista dos bens materiais, mas também de todo um universo festivo onde recordam costumes com significados peculiares. Muitas destas memórias estão expressas na fonte oral e na fotografia, possibilitando análises sobre as representações que os protagonistas constroem sobre suas vivências festivas. Nesse sentido, a opção em desenvolver o trabalho com a fonte oral e as imagens fotográficas justifica-se pelo fato destas possibilitarem a apresentação de elementos singulares sobre as atividades festivas desenvolvidas no período da colonização.

»Nesta perspectiva, as experiências relatadas pelos migrantes revelam mais do que uma micro-história, mas toda uma macro-história dos diversos sujeitos sociais. Segundo Rüsen (DCE, 2006, pág.23) “para a narrativa histórica é decisivo, por conseguinte, que sua constituição de sentido se vincule à experiência do tempo de maneira que o passado possa tornar-se presente no quadro cultural de orientação da vida prática contemporânea. Ao tornar-se presente, o passado adquire o estatuto de história”. Desta forma, a fonte oral possibilita acompanhar o reencontro das imagens de outros tempos bem como conhecer o lugar do qual a pessoa está falando, atribuindo importância às experiências narradas. 

»Diante do exposto acima, a importância desta atividade aos alunos se dá pelo fato de os mesmos conhecerem mais sobre a história do seu lugar, por uma perspectiva mais cultural para além das versões tradicionais, tendo a possibilidade de manusear diversas fontes, sendo elas necessárias para a produção do conhecimento histórico local.

CONTEÚDOS:
►CONTEÚDO ESTRUTURANTE:

Relações Culturais

►CONTEÚDO BÁSICO
Cultura local e Cultura Comum
Memórias de Vivências Festivas

CONTEÚDOS ESPECÍFICOS
:
- Conceitos Básicos de Memória/fonte Oral – Fotografia/Imagem – Cultura/festa
- Orientações metodológicas para o trabalho com as fontes – oralidade, fotografia
- Organização de um acervo fotográfico
- História do Município de Marechal Cândido Rondon
- Ocupação efetiva, Companhia Colonizadora, Plano de Colonização
- Cultura trazida pelos migrantes
- Vinda dos migrantes e espaços de sociabilidade.
- A arte de festejar


OBJETIVOS

»A partir da concepção de práticas culturais e representações, buscar compreender e interpretar diferentes interesses presentes nas fontes, valores e significados atribuídos pelos migrantes às festas coletivas, definidas como elementos fundamentais do projeto de colonização do município. Estudar a importância das praticas festivas na vida cotidiana dos migrantes, através da documentação fotográfica e da memória. 

»Analisar de que maneira as tradições festivas foram reinventadas no município de Marechal Cândido Rondon possibilitando a coesão social da comunidade em torno de valores e sentimentos compartilhados naquele momento histórico. 

»Possibilitar o conhecimento da cultura, hábitos festiva cujos elementos herdamos dos migrantes do município. 

»Contribuir para a conscientização da necessidade de valorizarmos a participação do educando na preservação do patrimônio histórico cultural das sociedades. 

»Organizar uma exposição de imagens festivas para a comunidade escolar. 

»Possibilitar ao aluno perceber-se enquanto sujeito e construtor do conhecimento histórico por meio do contato com as fontes. 

»Compreender a dimensão dos significados e valores que as festas representavam para a comunidade naquele momento histórico.


METODOLOGIA

»Como previsto nas DCE - Diretrizes Curriculares de História, o professor irá desenvolver um trabalho investigativo através do manuseio com as fontes, dialogando com os alunos de forma a desenvolver sujeitos conscientes de sua história, integrantes da mesma, seja numa perspectiva geral ou local. 

»Para o desenvolvimento da atividade “ Memórias de Vivências Festivas” , propomos inicialmente ao grupo, algumas noções sobre conceitos básicos como: fonte oral, fotografia, cultura e festa. Estes conhecimentos serão apresentados em rodas de conversas, visando estimular os alunos a refletir sobre as fontes históricas selecionadas, possibilitando diferentes interpretações sobre as vivências festivas.
Na seqüência será realizado palestras com pesquisadores desta temática, leituras, visitas a museus e exposições, visita ao acervo da Rádio Difusora.

»Os alunos terão acesso a minutagem de algumas entrevistas e farão a organização dos materiais iconográficos pois os mesmos são fundamentais para o desenvolvimento do projeto. Após, será efetuado a seleção, a leitura, o fichamento das fontes, a análise dos registros e das entrevistas realizadas com migrantes que vieram para Marechal Cândido Rondon no período de 1940 a 1970.. 

»Nos relatos dos migrantes estão mencionados o cinema, o futebol, os bailes, a festa do colono, a festa da colheita, festas de aniversário, festas de inauguração de estabelecimentos comerciais, entre outras práticas festivas típicas do período de colonização, sendo as experiências festivas desses sujeitos percebidas nas fontes o objeto da pesquisa dos alunos. 

»Para a coleta de novas entrevistas com personagens que participaram da colonização, os alunos irão visitar alguns espaços de práticas festivas, como os encontros dos idosos da cidade. 

»Após estas etapas acima mencionadas, propõe-se organizar uma exposição de fotografias sobre as Vivências festivas e a audição de relatos orais dos migrantes para conhecimento de toda a comunidade escolar. 

»Esta exposição será realizada no Instituto Gaza (Museu), local de fácil acesso para visitação pública, em culminância com as comemorações dos 50 anos de colonização do município de Marechal Cândido Rondon. 


RECURSOS
»TV Multimídia, 
»Pendrive, 
»Aparelho DVD, 
»Aparelho de som , 
»Gravador, 
»Máquina fotográfica.



»Sala de aula; 
»Biblioteca pública; 
»Sala de aula e biblioteca da Universidade Estadual do Oeste do Paraná – Campus de Marechal Cândido Rondon; 
»Museu Municipal de Porto Mendes; 
»Centro de Eventos; 
»Instituto Gaza e 
»Rádio Difusora.

RESULTADOS ESPERADOS
Espera-se que os alunos sejam capazes de:
• Dominar alguns procedimentos de pesquisa, aprendendo a observar e colher informações das fontes utilizadas como: registros escritos, iconográficos, sonoros e materiais;
• Conhecer e respeitar outros modos de vida em diferentes espaços temporais levando em consideração as suas manifestações festivas para reconhecer diferenças e semelhanças nas formas de vida dos sujeitos históricos: o homem;
• Sentir-se atuante no mundo em vive, percebendo-se como protagonista da história, despertando-o para a consciência histórica.
•Compreender a importância das memórias dos diferentes sujeitos para a construção do conhecimento histórico. 


CRITÉRIOS DE PARTICIPAÇAO

»Aluno regularmente matriculado no Ensino Fundamental , do período vespertino, com interesse pelo tema e com possibilidade de participação efetiva nas atividades que serão realizadas. 

Voltar




FOTOS DO TRABALHO EM DESENVOLVIMENTO

Momento em que os alunos foram visitar uma exposição na UNIOESTE, com o tema História da Colonização do Município.
  

Fotos em que os alunos estavam desenvolvendo a atividade da confecção dos adereços da Kerbfest.
 
 
  

Banner do Projeto Viva Escola



Alunos que participam do Projeto Viva Escola com a Professora Neiva Maccari, juntamente com as bonecas que serão expostas na Casa Gaza na Expo Rondon 2010

  

Voltar

 


 

Bonecas apresentadas na Expo Rondon 2010 e que agora estão expostas até a segunda semana de setembro no Instituto Cultural  Casa Gaza.

  
  
  

Voltar



27/09/2010 - VISITA A CASA GAZA (Instituto Cultural Casa Gaza)





































Secretaria de Estado da Educação do Paraná
Av. Água Verde, 2140 - Água Verde - CEP 80240-900 Curitiba-PR - Fone: (41) 3340-1500
Desenvolvido pela Celepar - Acesso Restrito