Organização do Trabalho Pedagógico Escolar
Órgãos Colegiados da Escola
Registro de Classe On-line Serviços Públicos de Apoio Escolar Fale Conosco

Quantidade de Páginas visitadas



A cada momento de nossa existência temos que escolher entre um caminho e outro. Com a consciência de que uma simples decisão pode afetar uma pessoa para o resto da vida. Paulo Coelho



CELEM - Diretrizes Curriculares de Língua Estrangeira Moderna ( Inglês e Espanhol)




CURSO DE ESPANHOL - CELEM 

CELEM - Centro de Línguas Estrangeiras Modernas 

CELEM

1. AÇÃO
• Curso de língua estrangeira – espanhol e inglês

2. OBJETIVO
• Ofertar cursos de espanhol e inglês para os alunos do Colégio em contra turno escolar;
• Oportunizar aos alunos interessados aprenderem outra língua estrangeira moderna.

3. DETALHAMENTO DA AÇÃO
• Verificar no início do ano os alunos com interesse em aprender o espanhol e inglês.
• Formar as turmas.

4. CON
DIÇÕES/RECURSOS
• Sala com carteiras e cadeiras, lousa, giz, material didático. Professor de Espanhol e alemão.

5. RESPONSÁVEL
• Diretor e SEED

6. CRONOGRAMA
• Durante o ano letivo, de acordo com o calendário escolar – aula 2 vezes por semana.

CURSO DE ESPANHOL - CELEM



Este espaço disponibiliza conteúdos curriculares que podem colaborar com a prática e a formação docentes. Tais conteúdos estão organizados da seguinte maneira: na coluna da direita há aqueles produzidos a partir de políticas e programas da SEED e, na coluna da esquerda, conteúdos disponíveis na web que não representam, necessariamente, o direcionamento pedagógico da Secretaria de Educação do Paraná.

O Centro de Línguas Estrangeiras Modernas é uma oferta extracurricular e gratuita de ensino de Línguas Estrangeiras nas escolas da rede pública do Estado do Paraná, destinado a alunos, professores, funcionários e à comunidade. 

CELEM ESPANHOL

A oferta de ensino extracurricular, plurilinguista e gratuita de Cursos Básico e de Aprimoramento em LEM (Língua Estrangeira Moderna), é destinada aos alunos da Rede Estadual de Educação Básica, matriculados no Ensino Fundamental (anos finais), no Ensino Médio, Educação Profissional e Educação de Jovens e Adultos.

Esta oferta é estendida aos professores e funcionários que estejam no efetivo exercício de suas funções em estabelecimentos de ensino na Rede Pública Estadual de Educação Básica, SEED e NRE, num total de até 10% das vagas sobre o número máximo de alunos por turma.

A comunidade poderá usufruir dos cursos, num total de até 30% das vagas sobre o número máximo de alunos por turma, desde que comprovada a conclusão dos anos iniciais do Ensino Fundamental.

O Colégio Estadual Eron Domingues está com matrículas abertas para o CELEM - Espanhol. O curso terá duração de dois anos e acontecerá às segundas e quintas-feiras das 17:h30min; às 19h:30min.

Ao final dos dois anos, os participantes recebem certificado de conclusão emitido pela SEED. E o melhor... é GRATUITO!

Não fique fora dessa! Matricule-se já!

Maiores informações na secretaria da escola ou pelo telefone (45) 3254 32 29

Os Cursos são Anuais, com as Inscrições no final do ano letivo. 

Voltar


1. CELEM - Centro de Línguas Estrangeiras Modernas

AÇÃO
Curso de Língua Estrangeira – Espanhol

OBJETIVO

Ofertar curso de espanhol para os alunos do Colégio em contra turno escolar;
Oportunizar aos alunos interessados aprenderem outra língua estrangeira moderna.

ESPANHOL

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

A articulação entre teoria e prática proporciona a construção do conhecimento, num processo que deve ser desenvolvido por alunos e professores. Para que essa ideia se concretize é necessário que o professor respeite a cultura original do aluno tornando-a seu ponto de partida para a prática educacional.
A visão da prática docente como simples transmissão do saber sistematizado, impede a atividade da interação humana, a qual proporciona ao aprendiz a possibilidade de atribuir valores a sua vida e ao mundo, de acordo com Soares et all. (1992, p.82) “dar acesso ao aluno apenas ao conhecimento pronto impede que ele perceba todos os embates e interesses envolvidos em sua gênese. Além de fazer com que ele se sinta excluído da criação do conhecimento, ao invés de vê-la como um processo no qual todos nós como seres históricos participamos.”
Ao expor as teses de Vigotsky, Rego (1995:151), afirma que:
Não significa, no entanto que o papel do professor seja dispensável ou menos importante. Pelo contrário a função que ele desempenha no contexto escolar é de estrema relevância, já que ele é o (elemento mediador e possibilitador) das interações entre os alunos e das crianças com os objetos de conhecimento.
Assim o professor pode ser considerado como parceiro privilegiado por possuir maior experiência, informações e a missão de tornar acessível aos alunos o conjunto cultural já elaborado pelos homens. E com isso desafiar e incentivar a aprendizagem e o desenvolvimento dos alunos.
Wadsworth (1997:171), referindo-se as teorias do construtivismo de Piaget informa que:
As crianças chegam à escola com o desejo de conhecer coisas e atribuir sentido a elas. Esta disposição é comumente chamada de curiosidade. A curiosidade é uma forma de interesse e desequilíbrio. Uma parte do trabalho construtivista do professor é identificar o que provoca desequilíbrio ou a curiosidade nas crianças e como realizar isso de uma maneira correta. Outra parte de seu trabalho consiste em criar desequilíbrio onde não existe nenhuma curiosidade.
É possível constatar semelhanças nas ideias construtivistas e de Vigotsky, uma vez que ambas defendem a importância do papel do professor no processo educacional. Não como o único dono do saber, mas sim, na condição de mediador para aproximar o aluno do conhecimento e levá-lo a descoberta do novo.
Oliveira (1987) faz uma abordagem geral das ideias defendidas por Paulo Freire e justifica que historicamente, a escola estava condicionada a um sistema de ensino que impedia o sujeito de pensar de forma crítica. A educação estava a serviço das elites nacionais, por isso não era desenvolvido o senso crítico do cidadão brasileiro. O ensino se dava de uma forma vertical, o aluno recebia a resposta pronta sem ser oferecidas a ele a oportunidade de refletir ou questionar. Nesse sentido, Oliveira (1987:115), afirma que:
Repensar totalmente o sistema educacional demonstrar que é um sistema de compartimentos sucessivos, já que o ensino primário só se aprende o necessário para chegar ao secundário, e no secundário, só o necessário para chegar à universidade. Sendo que nada de útil se aprende para aplicar no quotidiano, só se aprende o suficiente para passar para o estágio seguinte; e se a grande maioria não passa é problema dela.
Um dos pressupostos de Freire propunha mudanças radicais nas estruturas existentes e defendia uma nova forma de educar, onde o homem fosse respeitado como ser capaz de pensar, além de se sentir incluído em seu ambiente. Freire (1996:112) justifica:
Pensávamos numa alfabetização direta e realmente ligada à democratização da cultura, que fosse uma introdução a essa democratização. Numa alfabetização que, por isso mesmo, tivesse no homem, não esse paciente do processo, cuja virtude única é ter mesmo paciência para suportar o abismo entre sua experiência existencial e o conteúdo que lhe oferece para a sua aprendizagem, mas no seu sujeito.
Em razão das modificações verificadas hoje, no sistema educacional Moraes (1997) faz uma análise das pesquisas de vários autores, na qual aponta diversos aspectos sobre o comportamento do ser humano, dentro da sociedade. A identificação desses pontos ligados a conduta do homem visam colaborar para melhoria do ensino. Sobre as teorias de Freire, Moraes explica que:
A autoridade emerge de dentro do sujeito e o controle significa autocontrole, que surge das interações situacionais. Essa nova visão não anula o papel do professor, mas o dignifica, reestruturando-o com base na compreensão da unidualidade existente na relação educador – educando e educando – educador. Um não existe sem o outro; são, portanto, complementares. A autoridade nasce dessa relação, é desenvolvida e não mais imposta. (1997, p.152).
A preocupação com a necessidade de mudanças sérias e profundas é o fio unificador de vários protagonizarem do processo de ensino-aprendizagem. A escola ainda é apontada como a mediadora fundamental na construção do conhecimento, além da preparação do sujeito para os novos desafios.
O ensino de Língua Espanhola também precisa passar por uma ação reflexiva para se firmar como disciplina em ascensão e assim contribuir para o crescimento cultural do sujeito. Num mundo cada vez mais globalizado, se torna de grande importância o conhecimento de Línguas Estrangeiras para facilitar o Inter culturalismo entre pessoas de diferentes países.


JUSTIFICATIVA

Pensar o ensino da Língua Estrangeira no Ensino Médio exige uma reflexão ampla sobre alguns fatores que influenciam a educação hoje. Diante desta nova realidade (MERCOSUL, INTERNET, GLOBALIZAÇÃO), é necessário rever o ensino de língua estrangeira, sendo necessário encará-la como um elemento básico da vida social inserida neste contexto regional e mundial, sem a qual se torna difícil e penoso qualquer tipo de organização e também a transmissão de conhecimento.
A língua está permanentemente em evolução, ela precisa respirar viver e transformar, se multifacear. É por isso que não há segundo Bakhtin, uma língua a ensinar, mas sim as várias formas de discurso que a compõem dentro de uma sociedade – o discurso publicitário, o jurídico, o político, a fala comum de todo dia, etc. Fazer o aluno tomar consciência dessa realidade, que ele vive ao entrar em contato com vários discursos, será um dos nossos objetivos.
A aprendizagem da língua estrangeira como contribuição ao processo educacional global, vai muito além da aquisição de um conjunto de habilidades linguísticas. Leva a uma nova compreensão da linguagem, aumenta a compreensão da própria língua materna e ao mesmo tempo desenvolve uma apreciação dos costumes e valores de outras culturas contribuindo para aumentar a percepção da própria cultura por meio da compreensão da(s) cultura(s). Daí que, essa compreensão promove ainda a tolerância diante das diferenças de maneira de expressão e de comportamento.
Numa perspectiva interdisciplinar e relacionada com contextos reais, o processo ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras adquire uma nova configuração: procura fazer com que o aluno tenha acesso a informações de vários tipos, ao mesmo tempo em que contribua para a sua formação geral enquanto cidadão. Assim, o estudo de outras disciplinas, notadamente da História, da Geografia, das Ciências, da Arte, passa a ter outro significado se em certos momentos forem proporcionadas atividades conjugadas com o ensino de línguas estrangeiras. Esta é uma maneira de viabilizar na prática de sala de aula a relação entre língua estrangeira e o mundo social, isto é, como fazer uso da língua para agir no mundo social contribuindo para formar cidadão consciente, crítico e transformador de sua realidade.

OBJETIVO GERAL

• Propiciar ao aluno do CELEM o conhecimento da língua espanhola em suas diferentes competências: oralidade; leitura, compreensão auditiva e escrita, bem como o conhecimento da diversidade cultural espanhola.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

• Oferecer o ensino da Língua Espanhola de uma forma mais flexível, tentando conciliar a diferença de expectativas de cada grupo;
• Desenvolver a sensibilização para a Língua Espanhola a partir de situações presentes no cotidiano dos alunos dessa Escola;
• Oportunizar aos alunos que demonstram interesse em conhecer o idioma espanhol uma visão mais ampla sobre as culturas de países hispano-americanos e da Espanha para que eles aprendam a compreender e respeitar as diferenças.
• Proporcionar aos alunos participantes do curso de CELEM - espanhol uma opção a mais de escolha de Língua Estrangeira em concursos vestibulares e provas de suficiência.
• Facilitar inclusão no mercado de trabalho, pois esse aluno apresenta um diferencial diante de outros que não o possuem.

METODOLOGIA

As turmas de CELEM se diferem das turmas da grade curricular por estar formadas por uma clientela diversificada com alunos desde 6ª série até pessoas da comunidade com idade acima de 40 anos. Por isso se faz necessário uma constante reflexão nas formas de apresentar a Língua Espanhola para que seja atraente a um público alvo tão variado.
Baseado nas ideias analisadas até agora, o emprego do procedimento metodológico buscará o engajamento, de forma bastante envolvente, entre o sujeito e suas perspectivas, com constante reflexão e com o objetivo de ser adaptado de acordo com o perfil de cada grupo.
O enfoque principal será o da comunicação através de diversos recursos desde atividades como jogos, teatro e recursos áudios-visuais, objetivando também a integração das destrezas, valorizando o processo de aprendizagem. Para tanto, combina-se: Compreensão auditiva, Expressão oral, Expressão escrita e leitura.
Neste ano de 2009 está programada uma viagem a Província de Posadas, Argentina, no roteiro de visitas estão as Ruínas Jesuíticas de San Ignácio e a casa museu do escritor Horacio Quiroga. Os objetivos dessa viagem serão a prática da oralidade, pois os alunos estarão em contato com falantes nativos do idioma espanhol e o conhecimento histórico-cultural em que esses pontos visitados podem colaborar. Além da integração entre as turmas, pois serão convidados alunos dos diferentes semestres dos Colégios Estaduais Antonio Maximiliano Ceretta e Frentino Sackser.
Será trabalhado com os alunos temas relacionado à viagem antes da mesma acontecer como uma preparação para que os mesmos desfrutem melhor. Serão usados materiais de apoio de leitura, entre eles alguns contos de Horacio Quiroga e textos que tratam das fortificações jesuítas no sul do Brasil e países vizinhos.
Está previsto também a confecção de camisetas das turmas de CELEM aceitando sugestão dos próprios alunos. A ideia nos pareceu valida por despertar o interesse dos alunos e estimular outros alunos a participar do curso de CELEM, além de colaborar na divulgação.
Para compreensão auditiva e trabalho interdisciplinar serão utilizados documentários e filmes tais como: TV Multimídia, Programa Meu Paraná, de 11/02/2009, Badajoz, Las tres fronteras, Sabores del mundo, Baila conmigo, Diario de Motocicleta, La era do hielo II, En busca de la felicidad, Volver, dentre outros que poderão ser utilizados para suprir lacunas deixadas pelos livros utilizados e servirão de apoio para que os alunos consigam aproveitar melhor os temas apresentados.
As músicas serão utilizadas para complemento conforme andamento das aulas, podendo ser acrescentadas outras canções que contemplem os conteúdos estruturantes.

CONTEÚDO ESTRUTURANTE

Conteúdos estruturantes são entendidos como saberes mais amplos da disciplina e que podem ser desdobrados nos conteúdos que fazem de um corpo que estruturado de conhecimentos constituídos e acumulados.
O aluno de língua estrangeira já possui experiência no trabalho com a linguagem e, para que ele tenha condições de interagir em uma nova discursividade e perceba as novas referencias culturais.
Desta forma, estabelecem-se como elementos indispensáveis, integradores e que estarão presentes em qualquer situação de interação do aluno com a língua estrangeira, seja em que pratica for: conhecimentos linguísticos, discursivos, culturais e sócios pragmáticos.
Os conhecimentos linguísticos dizem respeito ao vocabulário, a fonética e as regras gramaticais, elementos necessários para que o aluno interaja com a língua.
Os elementos discursivos, aos diferentes gêneros que constituem a variada gama de práticas sociais apresentadas aos alunos.
Os culturais, a tudo aquilo que o aluno sente, acreditam, pensa, diz, faz e tem numa sociedade, ou seja, a forma como um grupo social vive e concebe a vida.
A abordagem do discurso em sua totalidade será realizada e garantida através de atividades significativas em língua estrangeira nas quais as práticas de leitura, escrita e oralidade, interajam entre si e constituam em uma prática sociocultural.
Referente à história e cultura Afro-brasileira e Africana, será trabalhado sempre ressaltando a importância de respeitar as diferenças para que seja possível uma convivência sem preconceitos entre as pessoas de diferentes etnias.

CONTEÚDO ESPECÍFICO

1º ANO

VOCABULARIO
• Los objetos del aula;
• Los días de la semana;
• Los meses del año y el zodíaco;
• Las estaciones del año;
• Nociones de tiempo;
• Gentilicios
• El Cine
• Dinero y Monedas
• EI cuerpo humano;
• Conociendo las horas;
• Preparando Fiestas
• Expresiones populares relacionadas al cuerpo humano;
• Profesiones
• Familia
• El cuarto de baño
• La habitación o dormitorio
• Objetos del cuarto de baño
• Accesorios del dormitorio
• Alimentos
• Objetos y utensilios de la cocina

EXPRESIÓN ORAL
• Saludos y despedidas;
• Deletrear
• Los nuevos amigos (presentaciones);
• Preguntar e informar sobre el nombre y origen;
• ¿Cómo eres?
• ¿Cómo son tus amigos?
• ¿Dónde vives?
• Decir como es la casa donde vive y decir como la gustaría tener;
• Preguntar e informar sobre la hora;
• Identificar las partes del día;
• Conociendo la familia;
• ¿Cómo es tu familia?
• Que profesional soy; que profesión me gustaría tener
• Hablar sobre decoración;
• Escogiendo un restaurante;
• Expresar opinión

GRAMÁTICA
• Pronombres personales;
• Verbo estar - presente de indicativo;
• Verbo ser - presente de indicativo;
• Los artículos;
• Contracciones;
• Verbo tener - presente de indicativo;
• Verbos regulares de la 1ª conjugación - presente de indicativo;
• Verbos irregulares de la 1ª conjugación - presente de indicativo;
• Los adjetivos calificativos;
• Los heterotónicos, heterosemánticos y heterogenéricos
• Homónimos y parónimos
• Verbos regulares de la 2ª conjugación - presente de indicativo;
• Verbos irregulares de la 2ª conjugación - presente de indicativo;
• Expresiones adverbiales de tiempo;
• Verbos regulares de la 3ª conjugación - presente de indicativo;
• Verbos irregulares de la 3ª conjugación - presente de indicativo;
• Los pronombres reflexivos;
• Los adjetivos posesivos;
• Verbo haber (forma impersonal) - presente de indicativo;
• Los pronombres y adjetivos demostrativos;
• Irregularidades especiales - presente de indicativo;
• El artículo neutro lo;
• Verbo gustar - presente de indicativo;
• Los adjetivos y pronombres indefinidos
• Pronombres complementos
• Numerales

COMPRENSIÓN AUDITIVA
• Diálogos sobre presentaciones y otros textos didácticos
• Músicas variadas de acuerdo con los temas tratados en cada bimestre
LECTURA E INTERPRETACIÓN
• El español en el mundo
• El Mundo Hispanohablante
• El Huésped de la Maestra
• El Eclipse
• Origen del nombre personal
• La biografía y la autobiografía
• Vientos del pueblo (poesía)
• El Nacimiento del Cine
• Culturas Americanas
• ¿Cómo era antes?
•Historia del Dinero
• El Principito
• La historia de un día
• El festejo
• El Lenguaje de los Gestos y Ademanes
• Nosotros por Dentro
• El ataque de los Virus Viajero
• El Corcho
• Los Dos Ángeles
• Autobiografía de Irene
• Alimento y Nutrición
• Los electrodomésticos
• Para todos los bimestres:
• Textos literários; poesias, tiras, Livros de romance;
• Revistas, textos que contemplem as diversas etnias;

EXPRESIÓN ESCRITA
• El alfabeto
• Los días de la semana
• Los objetos del aula
• Léxico básico de la familia
• Los meses del año y estaciones
• Los gentilicios
• Diferencia de usos TÚ/USTED
• Expresiones idiomáticas relacionadas al cuerpo humano
• Aspectos físicos y psicológicos ¿Cómo somos?
• Crucigrama
• Escribir receta para una cena
• Producción textual sobre el fin de semana
• Descripción de partes de la casa

2º ANO

GRAMÁTICA
• Perífrasis verbales
• Reglas de eufonía
• Acentuación
• Voz pasiva / voz pasiva refleja
• Pronombres relativos
• Apócope
• Presente de subjuntivo
• Usos de muy / mucho
• Adverbios de cantidades / modo/ negación / afirmación y duda
• Verbos irregulares que cambian la c por zc
• Pretérito perfecto de subjuntivo
• Futuro perfecto de indicativo
• Conjunciones
• Imperativo positivo / negativo
• Oraciones condicionales
• Imperfecto do subjuntivo
• Pluscuamperfecto de subjuntivo
• Repaso de los verbos irregulares en subjuntivo
• Estilo directo e indirecto

EXPRESIÓN ORAL
• Solicitar un producto. Preguntar el precio. Pagar.
• Referirse a mi objeto por sus características o por la distancia con ellos.
• Hablar de cantidades, pesos, y medidas.
• Hablar sobre los propios gustos y preferencias.
• Hacer encuestas sobre el consumo y escribir un dialogo sobre el consumidor ideal
• Algunas exclamaciones.
• Hablar por teléfono.
• Pedir algo.
• Hablar de acciones habituales y cotidianas
• Situar las acciones temporalmente.
• Identificar las partes del día.
• Hablar de la frecuencia.
• Hablar de periodos.
• Informarse y escribir un texto sobre los hábitos y costumbres de un compañero/a acerca de su vida normal, de las vacaciones, etc.
• Concertar una cita.
• Relatar una historia a partir de un cómic utilizando estructuras aprendidas

EXPRESIÓN ESCRITA
• Léxico básico de frutas y verduras.
• Los adjetivos
• Las prendas de vestir.
• Estar ± gerundio.
• Tipos de enfermedades
• Formas de gerundio regular y de los irregulares más frecuentes.
• Contraste presente/ Estar ± gerundio.
• Paradigma de los verbos irregulares más frecuentes
• IR A ± infinitivo.
• QUERER ± infinitivo.
• DENTRO DE y otros marcadores temporales de futuro.
• La población autóctona de América.
• Historia de América.
• Expresiones idiomáticas

COMPRENSIÓN AUDITIVA
• Canciones.
• Historietas.
• V- Programas de radio y de televisión.
• Tv Pendrive/vídeos
• Películas

COMPRENSIÓN DE LECTURA
• Textos literários.
• Textos instrumentales.
• EXPRESIÓN ORAL
• Salir de compras
• Preguntar cómo se encuentra una persona.
• Expresar malestar.
• Expresar obligación.
• Expresar deseos.
• Expresar acciones futuras.
• Expresar planes e intenciones.

AVALIAÇÃO

A avaliação atenta e permanente, como recurso de diagnóstico e controle, deve dar importância àqueles aspectos que tendem a melhorar a habilidade dos alunos nas quatro destrezas apresentadas abaixo. Todas as formas de avaliação terão peso 10,0 e serão somativas, caso o aluno não consiga alcançar a média 6,0, far-se-á recuperação paralela a fim de que o aluno tenha contato novamente com os conteúdos estudados e consiga sanar suas dificuldades. As atividades avaliativas serão em forma de provas, trabalhos escritos, leitura e compreensão auditiva. Procurar-se-á realizar o maior número de trabalhos em sala de aula, visto que estes alunos que frequentam as aulas de CELEM, já estão no contra turno na escola, a ideia é não deixá-los sobrecarregados de atividades. Nas tarefas desenvolvidas serão levadas em conta as destrezas abaixo:

AVALIAÇÃO DA EXPRESSÃO ORAL

• A avaliação dessa destreza aparece integrada. Deve medir, sobretudo, a compreensão e a produção oral;
• Não deve castigar os erros formais;
• Respeitar os diferentes ritmos de aprendizagem;
• Gratificar e estimular o aluno como motivação para a aprendizagem.

AVALIAÇÃO DA EXPRESSÃO ESCRITA

• Precisa observar o contexto, a finalidade, motivação para seu uso;
• Permitir a prática de conteúdos linguísticos e funcionais;
• Aproximar o uso da língua à vida real;
• As outras destrezas.

AVALIAÇÃO DA COMPREENSÃO AUDITIVA

• Os alunos devem compreender e responder de forma adequada ao tipo de língua que estão estudando.

AVALIAÇÃO DA COMPREENSÃO LEITORA

• Será avaliada com uma resposta oral ou gráfica que o aluno usará para demonstrar seu entendimento. Poderá ser realizada através:
• Resumo de leitura;
• Comentário de texto;
• Debate;
• Texto com desenho;

RECUPERAÇÃO

O processo de recuperação é paralelo, sendo que será garantida a todos os alunos a revisão e a realimentação dos conteúdos com a possibilidade de, em havendo aprendizagem, haver a recuperação da nota. Em todas as turmas será aplicada no mínimo uma avaliação bimestral em forma de prova sem consulta, sendo assegurado aos alunos a correção da mesma e a aplicação, posteriormente, de uma prova substitutiva garantindo-se o aproveitamento da melhor nota. As avaliações em formas de trabalhos não haverá recuperação por considerar-se que é uma contemplação do empenho pessoal ou do grupo, quando o trabalho for realizado por mais de um aluno. 


07/06/2011 - GUACAMOLE e PIÑA COLADA
Trabalho realizado com os alunos do Curso de CELEM com a profª Marcia Vorpagel.



Piña Colada
Ingredientes
-
1 lata de lecha evaporada (leite condensado)
- 1 lata de crema de coco
- 1 taza jugo de piña o pedazos de piña
- 6 tazas de cubitos de hielo
- 1 trozo de pinã, cerezas rojas (opcional)

Instruciones
Coloca la leche evaporada, la crema de coco y el jugo de piña em la licuadora y tapa. Licúa hasta mezclas uniformemente. Vierte la mezcla en una jarra y refrigera hasta que estés lista para servirla.


Guacamole
El guacamole es una antigua receta procedente de México. Con esta receta se puede elaborar una autentica salsa guacamole que se pude acompañar con nachos o tortillas fritas.

Ingredientes para 4 personas:
-
Aguacates: 2 grandes y maduros
- Tomate: 200 gramos
- Cebolla: 1 pequeña
- Cilantro fresco y troceado: 1 pellizco
- Sal: 1 pellizco
- Pimienta:1 pellizco
- Azúcar:1 pellizco

Tiempo Estimado: 10 minutos

-
Se trocea cuidadosamente el agucate para que no se forme una pasta. Se pone en un recipiente y se meszcla con el resto de los ingredientes previamente picados y sin pepitas, execpto el azúcar que se reserva para después.
- Cuando están todos los ingredientes en el recipiente, se remueve cuidadosamente hasta obtener una massa homogénea
- Se corrige el punto de sal y pimienta y, en caso de ser ligeramente ácido, se le agrega el pillizco de azúcar.
- Es preferible consumir inmediatamente esta salsa ya que el aguacate se oxida rápidamente en contacto con el aire. Para evitar que el aguacate se oxide y ennegrezca, se puede regar con unas gotas d jugo de limón.
 
Voltar





































Secretaria de Estado da Educação do Paraná
Av. Água Verde, 2140 - Água Verde - CEP 80240-900 Curitiba-PR - Fone: (41) 3340-1500
Desenvolvido pela Celepar - Acesso Restrito